Técnicas de Secagem de Amidos

Explore os métodos de secagem de amidos, entendendo as etapas gerais como extração, purificação, modificação, secagem e moagem, controle de qualidade entre outras etapas.

O que você encontrará nesta página:

Nesta página, vamos explorar em profundidade os métodos e processos envolvidos na produção de amido, desde a extração até a modificação e controle de qualidade. Aqui estão os principais tópicos que abordaremos:

  1. Extração do Amido: Conheça as técnicas iniciais para liberar grânulos de amido de matérias-primas como mandioca, milho e batata, utilizando métodos como moagem úmida e raspagem.
  2. Purificação do Amido: Aprenda sobre os processos de decantação, lavagem, filtração e centrifugação que ajudam a purificar o amido e aprimorar sua qualidade para usos industriais.
  3. Modificação do Amido: Descubra como o amido é quimicamente e fisicamente modificado para atender a requisitos específicos de diferentes aplicações, incluindo técnicas como hidrólise, oxidação e esterificação.
  4. Secagem e Moagem: Entenda os métodos de secagem e posterior moagem que preparam o amido para uso final, garantindo a facilidade de manuseio e aplicação.
  5. Controle de Qualidade: Veja como o controle rigoroso durante todo o processo de produção assegura que o amido final atenda às normas de qualidade exigidas, com testes de teor de umidade, viscosidade, acidez, entre outros.

 
Métodos de Extração de Amido:

O amido, um polissacarídeo de grande importância industrial e alimentícia, está presente em diversas fontes vegetais, principalmente em grãos como milho, arroz, trigo e mandioca. Sua extração desses materiais é fundamental para obtenção do amido puro, utilizado em diversas aplicações.

Os métodos de extração de amido podem ser classificados em dois grupos principais: métodos físicos e métodos químicos. Cada método possui suas vantagens e desvantagens, e a escolha do método mais adequado depende da fonte do amido, do rendimento desejado e das características finais desejadas para o produto.

Métodos Físicos de Extração de Amido:

Os métodos físicos de extração de amido baseiam-se na ruptura das células vegetais e na separação do amido dos demais componentes por processos físicos, como peneiração, centrifugação e sedimentação. São métodos geralmente considerados mais simples e ecológicos, pois não utilizam reagentes químicos.

Principais Métodos Físicos:

Moagem úmida: Os grãos são moídos em água, liberando o amido dos grânulos. A suspensão é então peneirada para remover fibras e proteínas, e o amido é separado por centrifugação ou sedimentação. 

Fonte: Abimilho

Moagem a seco: É o procedimento de moagem do milho no qual não se utiliza água. O grão seco limpo passa por uma série de moinhos e peneiras, gerando os diversos produtos com base no seu tamanho (canjica, grits, fubás, etc.)

Fonte: Abimilho

Separação por tamanho de partícula: A suspensão do amido é passada por peneiras com diferentes aberturas, separando as partículas de amido de acordo com o tamanho.

Centrifugação: A suspensão do amido é centrifugada em alta velocidade, sedimentando as partículas de amido mais densas no fundo do recipiente.

Sedimentação: A suspensão do amido é deixada em repouso, permitindo que as partículas de amido mais densas se sedimentem no fundo do recipiente.

Métodos Químicos:

Os métodos químicos de extração de amido utilizam reagentes químicos para romper as células vegetais, solubilizar o amido e separá-lo dos demais componentes. Esses métodos geralmente apresentam maior rendimento de extração, mas podem requerer etapas adicionais de purificação do amido para remover resíduos químicos.

Uso de Solventes na Extração e Manuseio do Amido:

Os solventes desempenham um papel crucial nos métodos de extração de amido, afetando a eficiência e as propriedades do produto final. Aqui estão os principais solventes utilizados:

Extração alcalina: Uma solução alcalina, como O NaOH (Hidróxido de Sódio) é empregado em processos mecânicos para solubilizar o amido e romper as paredes celulares das fontes vegetais. Redução do Tempo de Extração: A digestão alcalina acelera o processo de extração, tornando-o mais eficiente.

Extração ácida: Uma solução ácida, como ácido clorídrico (HCl), é utilizada para gelatinizar os grânulos de amido e solubilizá-lo parcialmente. O amido é então precipitado da solução por adição de álcali ou etanol.

Extração com solventes: Solventes orgânicos, como dimetil sulfóxido (DMSO), são utilizados para solubilizar o amido e separá-lo dos demais componentes. O amido é então precipitado da solução por adição de água ou etanol.

Etanol e K2S2O5 (Metabissulfito de Potássio): Prevenção de Oxidação: O etanol é usado para evitar a oxidação do amido durante a extração. Modificação de Propriedades: O K2S2O5 é empregado para modificar características do amido extraído, como viscosidade e gelatinização.

Fatores a Considerar na Escolha do Método de Extração:

A escolha do método de extração de amido mais adequado depende de diversos fatores, como:

Fonte do amido: Diferentes fontes de amido podem apresentar diferentes características e requerem métodos de extração específicos.

Rendimento desejado: Os métodos químicos geralmente apresentam maior rendimento de extração do que os métodos físicos.

Pureza desejada: Os métodos físicos podem produzir amido com menor teor de impurezas do que os métodos químicos.

Características finais desejadas para o amido: As propriedades do amido extraído, como viscosidade, gelificação e retrogradação, podem ser influenciadas pelo método de extração utilizado.

Considerações Adicionais:

É importante ressaltar que os métodos de extração de amido podem ser otimizados para cada fonte específica de amido, visando obter o melhor rendimento e a qualidade desejada do produto final.
A pesquisa e o desenvolvimento de novos métodos de extração de amido buscam continuamente melhorar a eficiência, sustentabilidade e qualidade do processo.

Tem interesse em aumentar a sua produção ou melhorar o desempenho? explore nossos produtos no site ou entre em contato conosco clicando aqui.

Abaixo vemos algumas linhas de produção de amidos secos, começando pela mandioca:

  1. Extração do Amido:
    • O processo começa com a matéria-prima, que são as raízes de mandioca (“mandioca in natura”).
    • A extração do amido envolve técnicas como moagem úmida e raspagem. Os grânulos de amido são liberados dos grãos de mandioca.
    • A suspensão resultante é peneirada para remover fibras e proteínas, e o amido é separado por centrifugação ou sedimentação.
  2. Purificação do Amido:
    • Após a extração, o amido passa por processos de purificação.
    • Esses processos incluem decantação, lavagem, filtração e centrifugação.
    • A purificação melhora a qualidade do amido para uso industrial.
  3. Modificação do Amido:
    • O amido é quimicamente e fisicamente modificado para atender a requisitos específicos.
    • Técnicas como hidrólise, oxidação e esterificação são aplicadas para modificar suas propriedades.
  4. Secagem e Moagem:
    • O amido é seco para facilitar o manuseio e a aplicação.
    • A secagem é seguida pela moagem, preparando o amido para uso final.
  5. Controle de Qualidade:
    • Rigoroso controle durante todo o processo garante que o amido atenda às normas de qualidade.
    • Testes de teor de umidade, viscosidade, acidez, entre outros, são realizados.

metodo de produção amido de mandioca

Métodos de produção de amido de batata:

  1. Extração do Amido:
    • A extração começa com a matéria-prima, que são as batatas.
    • As batatas são lavadas e descascadas para remover impurezas.
    • Em seguida, as batatas são moídas ou raladas para liberar os grânulos de amido.
    • A suspensão resultante é peneirada para separar o amido dos outros componentes, como fibras e proteínas.
  2. Purificação do Amido:
    • O amido extraído passa por processos de purificação.
    • Esses processos incluem decantação, lavagem e filtração.
    • A purificação melhora a qualidade do amido, removendo impurezas.
  3. Secagem e Moagem:
    • O amido purificado é seco para reduzir a umidade.
    • A secagem facilita o armazenamento e o manuseio.
    • Após a secagem, o amido é moído em um pó fino.
  4. Controle de Qualidade:
    • Testes rigorosos são realizados para garantir que o amido atenda aos padrões de qualidade.
    • Isso inclui medições de viscosidade, teor de umidade e pureza.
  5. Aplicações do Amido de Batata:
    • O amido de batata é usado em alimentos (como espessante), na indústria têxtil, farmacêutica e de papel.
    • Também é uma alternativa para plásticos convencionais, pois é biodegradável.

linha produção batata

Métodos de produção de amido de milho:

  1. Maceração: Nessa etapa, os grãos de milho são macerados em água para amolecer e liberar os grânulos de amido. Isso facilita a separação do amido do restante do grão.
  2. Separação do germe: O germe, que contém óleo e proteínas, é removido do endosperma (parte central do grão). Isso é importante para obter um amido mais puro.
  3. Separação da casca: A casca externa do grão é retirada, deixando apenas o endosperma.
  4. Separação do glúten-amido: O amido é separado do glúten (proteína) presente no endosperma. Isso é feito por meio de lavagem e centrifugação.
  5. Lavagem: O amido é lavado várias vezes para remover impurezas, como resíduos de glúten e outras substâncias. Isso resulta em um amido mais limpo e branco.
  6. Concentração: O amido é concentrado para aumentar sua pureza e densidade. Isso envolve a remoção de água por meio de processos como a evaporação.
  7. Secagem: O amido concentrado é seco para obter o produto final. Isso pode ser feito por meio de secadores industriais ou outros métodos.
  8. Classificação e ensacamento: O amido seco é classificado por tamanho de partícula e embalado em sacos para distribuição e venda.

metodos de extração amido de milho

Processos e Máquinas Envolvidas na Produção de Amidos:

Extração do Amido:

Moagem úmida:

  • Moinho de martelo: Reduz o tamanho das partículas para facilitar a extração.
  • Peneira vibratória: Separa partículas por tamanho.
  • Ciclone: Remove materiais leves e separa sólidos de líquidos.
  • Centrífuga: Separa o amido da água e outros componentes.

Abaixo vemos 2 tipos de bombas comumente usadas na produção de amidos por meio líquido, sendo elas centrífugas e autoescorvantes, utilizadas para transportar o produto, construidas em aço inox 304.

foto da bomba centrifuga inox 3cv
Produto Remid.com.br

bomba casco motor foto frontal 7 cv

Produto Remid.com.br

Abaixo vemos o equipamento peneira centrifuga extratora que separa a massa do leite:

peneira centrifuga extratora

Produto Remid.com.br

Moagem a seco (para milho):

  • Moinho de rolos: Tritura o milho em partículas menores.
  • Peneira de classificação: Separa as partículas por tamanho.
  • Separador magnético: Remove impurezas metálicas.
  • Degerminador: Remove o germe do milho.

Separação por tamanho de partícula:

  • Peneira rotativa: Separa partículas de diferentes tamanhos.
  • Classificador de ar: Usa fluxos de ar para classificar partículas por tamanho e densidade.

Abaixo vemos um classificador de peneira rotativa com ensacadeira:

foto ensacadeira saco valvulado em inox para amigo pregel farinha com rosca e classificador

Produto Remid.com.br

Purificação do Amido:

  • Decantador de amido: Separa o amido de outros sólidos suspensos.
  • Hidrociclone: Remove impurezas finas e concentra o amido.
  • Filtro prensa: Remove o excesso de água, formando uma torta de amido.
  • Lavadores de amido: Lavagem adicional do amido para remover impurezas.
  • Tanque de sedimentação: Permite que partículas sólidas se assentem.

Abaixo vemos o equipamento hidrociclone utilizado no refino e lavagem do amido:

foto frontal produto hidrociclone

Produto Remid.com.br

Modificação do Amido:

  • Cationização:
    • Reator de cátions: Introduz grupos catiônicos no amido.
  • Carboximetilação:
    • Reator de carboximetilação: Adiciona grupos carboximetil ao amido.
  • Fermentação:
    • Tanque de fermentação: Converte amido em produtos fermentados.
  • Dextrinização:
    • Reator de dextrinização: Produz dextrina a partir do amido.

Abaixo temos um exemplo de forno de dextrina:

foto do produto forno dextrinador em inox

Produto Remid.com.br

Secagem e Moagem:

Secadores:

  • Secador de leito fluidizado: Usa um fluxo de ar para secar o amido.
  • Secador de tambor rotativo: Secagem contínua em um tambor giratório.
  • Secador spray: Transforma a suspensão de amido em pó seco.
  • Secador flash: Secagem rápida usando ar quente.

Abaixo temos um exemplo de equipamento secador flash dryer:

secagem de amido

fonte imagem: gea.com

Moedores:

  • Moinho de bolas: Moagem fina de partículas de amido.
  • Moinho de pinos: Moagem fina e ultrafina do amido.
  • Moinho coloidal: Tritura o amido em partículas extremamente finas.

abaixo temos um equipamento simples de moer grãos:

foto moinho de grãos escotilha motor

Produto Remid.com.br

Controle de Qualidade:

  • Viscosímetro: Mede a viscosidade do amido.
  • Medidor de umidade: Determina o conteúdo de umidade do amido.
  • Medidor de acidez: Mede a acidez do amido.
  • Espectrofotômetro: Analisa a pureza e cor do amido.
  • Analisador de tamanho de partículas: Verifica a distribuição de tamanho das partículas.
  • Testador de solubilidade: Mede a solubilidade do amido em diferentes condições.

Na Remid, somos especializados em projetos industriais e modificações de grande porte, oferecendo soluções robustas e inovadoras para a sua indústria. Entre em contato para discutir suas necessidades específicas e impulsionar o sucesso da sua operação. (entre em contato clicando aqui)

SIGA A REMID NAS REDES SOCIAIS – FACEBOOK & INSTAGRAM.

Nossos Produtos

ver mais

Hidrociclone Para Refino e Lavagem do amido

ver mais

Conjunto Peneira Centrífuga Extratora

VER MAIS

Bombas Para Fecularias e Amidonarias

veja mais